Banco público não dá prejuízo, banco público ajuda o país

Além da liderança na concessão de crédito habitacional no país, a Caixa é responsável pelo pagamento de bilhões de reais em benefícios e programas sociais aos brasileiros

0
24

A publicação Relatório Reservado, de 09/10, informa que o governo golpista vai privatizar a Caixa Econômica Federal ainda este ano, logo após a privatização da Eletrobras. A notícia é destaque em uma publicação digital dirigida ao empresariado, o que indica, no mínimo, o início de uma movimentação do desgoverno temer junto ao mercado.

O anúncio é alarmante. Além da liderança na concessão de crédito habitacional no país, a Caixa é responsável pelo pagamento de bilhões de reais em benefícios e programas sociais aos brasileiros. Somente em direitos trabalhistas, a CEF movimentou, em 2016, mais de R$ 242 bilhões. Só o Minha Casa, Minha Vida, pagou R$ 41,4 bilhões, para cerca de 355 mil pessoas.

Quase ao mesmo tempo, chega a notícia de que o processo de terceirização dos serviços da Diretoria de Tecnologia (Ditec) do Banco do Brasil, ameaça a qualidade do serviço e torna ainda mais precárias as relações de trabalho no BB, que já sofreu cortes de pessoal e fechamento de agências.

Mais uma vez, o usurpador quer enfrentar a crise com medidas que vão contra os interesses do Brasil. Ele poderia taxar grandes fortunas ou cobrar as dívidas de grandes empresas, mas prefere atacar instituições fundamentais para o desenvolvimento do país, como a Caixa e o Banco do Brasil.

Sabemos que a privatização e a precarização dos nossos bancos públicos só atende aos interesses dos grandes bancos, alguns deles pendurados em dívidas milionárias com a União.

A fúria privatista do (des)governo temer e sua equipe golpista já entregou, a preço de banana, partes da Petrobras e está querendo vender a Eletrobras, a Casa da Moeda, a Caixa. O que mais eles querem levar do Brasil?

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui