Carnaval para todos

Se o Carnaval de 2018 já é considerado um dos mais apertados das últimas décadas, com CORTE significativo no Orçamento da área, o carioca pode se preparar para um 2019 ainda pior

0
17
carnaval 2019

Se o Carnaval de 2018 já é considerado um dos mais apertados das últimas décadas, com CORTE significativo no Orçamento da área, o carioca pode se preparar para um 2019 ainda pior. O corte poderá atingir 75% das verbas, na comparação com o evento de 2017. Em termos monetários, a perda será superior a 25 milhões de reais, o que poderá inviabilizar esta que é a maior festa popular e turística da cidade e um extraordinário fator de movimentação da ECONOMIA CARIOCA.

A tesoura está ávida. Se o Carnaval de 2017 recebeu apoio de mais de 44 milhões de reais, o de 2018 já terá direito a bem menos – o valor reservado (empenhado) é de R$ 33.302.005,82, mas até agora só foram pagos quase 25 milhões, o que inclui o subsídio de 13 milhões para as escolas de samba do Grupo Especial prepararem o desfile do próximo ano. Mas a grande SURPRESA vem no Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2018 – a previsão para o Carnaval de 2019 despencou para R$ 8.213.416,00. Se não houver aporte extra, isso não cobrirá nem a parte referente às 13 principais agremiações.

Ou Crivella quer privatizar o Carnaval ou resolveu virar as costas para o principal evento cultural, popular e econômico do Rio.

O Carnaval não só uma FESTA democrática, popular e cultural. É, também, o principal momento de geração de emprego, renda e arrecadação do Rio. Neste ano, atraiu mais de 1,5 milhão de turistas e mais de 2.500 jornalistas do Brasil e do exterior; movimentou R$ 3 bilhões, gerou emprego e renda para cerca de 300 mil pessoas e levou às ruas cerca de 6 milhões de foliões, em todas as regiões, da zona sul ao Centro e aos subúrbios. A PRIVATIZAÇÃO vai elitizar, distorcer e tirar o brilho e a popularidade do evento.

Queremos entender qual a real intenção da Prefeitura. Para isso, vamos realizar uma AUDIÊNCIA PÚBLICA na Câmara Municipal, no dia 5 de dezembro, a partir de 10:00. Convidamos todas e todos.

Crivella, como cidadão, tem todo o direito de gostar ou não de carnaval, mas, como prefeito do Rio, tem a obrigação de prestigiar e impulsionar a nossa maior festa.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui