Crivella e Bolsonaro inviabilizam a infância e a velhice

Enquanto Crivella pretende preparar bebês de apenas 6 meses para o mercado de trabalho, Bolsonaro quer que a maioria das pessoas jamais se aposente

0
22

Crivella contra a infância…

Em um evento do movimento Rio em Frente, realizado no último dia 04/10, no auditório da Fecomércio RJ, a secretária municipal de Educação, Talma Suane, anunciou dois novos projetos da gestão Crivella para a Educação Básica: a Coordenadoria da Primeira Infância e o programa ‘Esse rio é meu’.

Segundo a secretária, a Coordenadoria da Primeira Infância vai acompanhar mulheres de áreas carentes desde o início da gravidez. Até aí, tudo bem. Mas a declaração seguinte da autoridade municipal é de cair o queixo. É que ela anunciou que, após o parto, a prefeitura vai oferecer uma educação que prepare as crianças para o mercado de trabalho já a partir dos 6 meses de idade – isso mesmo, 6 meses de idade! Seria cômico, se não fosse trágico.

…e Bolsonaro contra a velhice

Enquanto Crivella pretende preparar bebês de apenas 6 meses para o mercado de trabalho, Bolsonaro quer que a maioria das pessoas jamais se aposente. Se essas ideias vingarem, a vida da população brasileira, ao menos no Rio, poderá ficar restrita ao trabalho, sem direito às brincadeiras da infância ou ao descanso na velhice. 

Não é exagero. Ao pedir desculpas à população pela Reforma da Previdência, até Bolsonaro, pela primeira vez, reconheceu publicamente que a medida vai pesar mesmo é no bolso de quem mais precisa, dos mais empobrecidos. Algumas aposentadorias perderão até 30% do valor.

A Reforma aponta para um futuro trágico. Mas não podemos desanimar. Ainda é tempo de reagir, já que o texto não foi aprovado em definitivo. A expectativa é que o Senado vote o projeto em definitivo só na próxima semana.

Então, é hora de ir para as redes, escrever para os senadores, pressionar e, principalmente, ir para as ruas, defender os nossos direitos.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.