Educadores petistas criticam retrocesso no Ensino Médio

A reforma do Ensino Médio, com radical mudança curricular, foi tema do debate promovido pelo Núcleo de Educadores Paidéia do Partido dos Trabalhadores

0
7

A reforma do Ensino Médio, com radical mudança curricular, foi tema do debate promovido, no dia 06 de março, pelo Núcleo de Educadores Paidéia do Partido dos Trabalhadores, com a participação do professor Edmundo Aguiar, do deputado estadual Waldeck Carneiro e do vereador Reimont.

Os educadores petistas levantaram diversas preocupações, entre elas, a falta de discussão do processo, a retirada das disciplinas de artes, educação física, filosofia e sociologia do currículo e o desmonte da Faetec.

Edmundo Aguiar, professor com ampla militância na área, enfatizou a visão global dos governos Lula e Dilma, com a implantação de dezoito programas que, agora, passam por um verdadeiro desmonte, em grave retrocesso para a Educação.

Waldeck destacou que, a partir da reforma, o ensino médio passará a ter foco na profissionalização, assim como ocorreu no golpe de 1964, quando o regime militar pretendia compensar a falta de vagas no ensino superior. Waldeck também criticou o fato da reforma ter sido feita a partir de uma Medida Provisória.

Reimont destacou o risco da narrativa que leva ao engano, principalmente a partir da propaganda na televisão. O parlamentar aposta em uma reação e acredita que haverá muita luta.

“O país vive uma ditadura civil e a esperança precisa nortear a nossa militância, para a retomada de um governo popular”, declarou.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui