Em memória de Oswaldo Cruz da Portela

Integrantes da Portela foram destaque do plenário da Câmara Municipal, quando o vereador Reimont apresentou o PL que cria o Perímetro Cultural de Oswaldo Cruz

0
32

Os integrantes da Escola de Samba Portela foram destaque do plenário da Câmara Municipal no dia 08/06, quando o vereador Reimont apresentou o Projeto de Lei 2069/2016, criando o Perímetro Cultural de Oswaldo Cruz. Elaborado em parceria com pesquisadores e integrantes da escola, o PL trata do resgate, preservação e acesso à memória cultural do bairro que é berço de importantes ritmos de herança africana, como o jongo, o caxambu e o samba.

Na sessão legislativa, que contou com a presença da secretária municipal de Cultural, Nilcemar Nogueira, o vereador também homenageou os descendentes dos pioneiros que construíram a história local e moraram em imóveis que integrarão o perímetro cultural proposto no projeto de lei. A mais velha homenageada foi Yolanda de Almeida Andrade, de 92 anos, mais conhecida como dona Neném, viúva do célebre compositor Manaceia.

Um momento de especial emoção coube a Monarco, presidente de honra da Portela, que relembrou sambas da escola. A sessão terminou com todos de pé, cantando o hino da escola e o samba campeão de 2017.

Além de Nilcemar Nogueira e Monarco, também participaram da mesa, Luis Carlos Magalhães, presidente da Portela, Fabio Pavão, professor, pesquisador e diretor da escola, e as pastoras da Velha Guarda Aurea Maria, filha de Manaceia e Nenem, Neide Sant’Anna, filha do compositor Chico Santana, Jane Carla de Araújo, coordenadora da Ala das Baianas, e a senhora Iranette Ferreira Barcelos, a popularíssima Tia Surica.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.