Em memória de Oswaldo Cruz da Portela

Integrantes da Portela foram destaque do plenário da Câmara Municipal, quando o vereador Reimont apresentou o PL que cria o Perímetro Cultural de Oswaldo Cruz

0
11

Os integrantes da Escola de Samba Portela foram destaque do plenário da Câmara Municipal no dia 08/06, quando o vereador Reimont apresentou o Projeto de Lei 2069/2016, criando o Perímetro Cultural de Oswaldo Cruz. Elaborado em parceria com pesquisadores e integrantes da escola, o PL trata do resgate, preservação e acesso à memória cultural do bairro que é berço de importantes ritmos de herança africana, como o jongo, o caxambu e o samba.

Na sessão legislativa, que contou com a presença da secretária municipal de Cultural, Nilcemar Nogueira, o vereador também homenageou os descendentes dos pioneiros que construíram a história local e moraram em imóveis que integrarão o perímetro cultural proposto no projeto de lei. A mais velha homenageada foi Yolanda de Almeida Andrade, de 92 anos, mais conhecida como dona Neném, viúva do célebre compositor Manaceia.

Um momento de especial emoção coube a Monarco, presidente de honra da Portela, que relembrou sambas da escola. A sessão terminou com todos de pé, cantando o hino da escola e o samba campeão de 2017.

Além de Nilcemar Nogueira e Monarco, também participaram da mesa, Luis Carlos Magalhães, presidente da Portela, Fabio Pavão, professor, pesquisador e diretor da escola, e as pastoras da Velha Guarda Aurea Maria, filha de Manaceia e Nenem, Neide Sant’Anna, filha do compositor Chico Santana, Jane Carla de Araújo, coordenadora da Ala das Baianas, e a senhora Iranette Ferreira Barcelos, a popularíssima Tia Surica.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui