Fim de semana nas ilhas de Paquetá e do Governador

Na Ilha do Governador, estive no curso de formação de agentes pastorais para a população de rua. Em Paquetá, encontro cultural e sobre conjuntura nacional

0
21

Por uma coincidência, passei o final de semana de 16 e 17/03 em dois bairros-ilhas do Rio de Janeiro. No sábado, fui a Ilha do Governador, para o curso de formação de agentes pastorais para a população em situação de rua, promovido na Paróquia São José Operário, no Jardim Guanabara. O tema da minha palestra foi “Missão e diretrizes da Pastoral, com enfoque na Campanha da Fraternidade e Políticas Públicas”. As ruas da cidade já abrigam mais de 16 mil pessoas, e essa é uma população crescente. Mas o prefeito se recusa a aplicar a Lei de Política Pública para a População em Situação de Rua, que aprovamos na Câmara.

Já o domingo foi em Paquetá, para duas atividades. Com o pessoal da associação de moradores Morena, participei de uma reunião ao ar livre, para falar sobre a recuperação do Solar del Rey, um casarão histórico belíssimo há 10 anos fechado e abandonado pelo poder público. A prefeitura garante que começará os serviços de restauração “em breve”. Estamos acompanhando.

Na sequência, estive em encontro do coletivo Café Filosófico, tratando de vários temas, com atenção especial para a reforma da previdência e a desvinculação do orçamento, consideradas duas graves ameaças do governo Bolsonaro ao estado social brasileiro. O nosso compromisso é ampliar este debate na ilha e na cidade.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.