Justiça para Fernanda

O assassinato de Fernanda, que morava nas ruas de Copacabana, não pode ficar impune

0
52

Na última semana, recebemos com muita tristeza a notícia do assassinato, em Copacabana, de uma moradora de rua, conhecida como Fernanda (não carregava identidade e seu nome só foi confirmado no dia 21/10). Era muito querida no bairro. Jovem (deveria ter de 30 a 40 anos), andava carregada de sacolas e vasilhames e cuidava com carinho do canto que ocupava. Tinha uma curiosa particularidade: não aceitava esmolas. Foi morta à luz do dia, ainda não se sabe como.

Este assassinato aumenta a nossa preocupação com a crescente população em situação de rua. Vivemos tempos de intolerância, em que algumas pessoas consideram que o diferente tem que ser exterminado. Algumas pessoas acham que a população em situação de rua, mal cheirosa, incomoda a cidade e precisa ser excluída.

Nos últimos meses, soubemos de diversas manifestações violentas e preconceituosas contra cidadãos e cidadãs em situação de rua. Já foram hostilizados agressivamente aqueles que deram uma contribuição ou um alimento a essas pessoas. É, de fato, uma situação preocupante.

Por isso, como cidadão, parlamentar e presidente da Comissão Especial para a População em Situação de Rua, encaminhei os seguintes ofícios:

  1. Ao Instituto Médico Legal – solicitando que o corpo receba tratamento digno e seja liberado para sepultamento por meio da nossa comissão, uma vez que, por sua condição, não será fácil identificar os seus familiares. Solicitei ainda o laudo da autópsia, que vai balizar a investigação.
  2. À Delegacia de Homicídios – solicitando que o caso tenha um tratamento emblemático, para que a morte dessa mulher não seja em vão, não fique no vazio! Somente a apuração e a penalização dos criminosos garantirão que novos casos como esse não se repitam em nossa cidade. É nosso dever zelar pelo direito à vida e à dignidade humana de toda população, especialmente daqueles que se encontram em extrema vulnerabilidade.

O movimento social em defesa dos direitos da população em situação de rua não permitirá que o assassinato de Fernanda fique impune.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui