Maior abrigo de idosos do estado corre risco de fechar

Procurado pelo pároco da Paróquia Santa Bernadete, em Higienópolis, Padre Gegê, o vereador Reimont foi informado que o Abrigo Cristo Redentor corre o risco interromper sua atividade

0
15

Procurado pelo pároco da Paróquia Santa Bernadete, em Higienópolis, Padre Gegê, o vereador Reimont foi informado que o Abrigo Cristo Redentor corre o risco interromper sua atividade por falta de verbas e de alimentos. Mais de 100 funcionários já foram demitidos por causa da crise na instituição. O abrigo é o maior do estado e recebe 280 idosos.

Os serviços essenciais como limpeza e atendimento aos idosos continua sendo realizado mesmo com o atraso dos salários. Entre os demitidos estão médicos, fisioterapeutas e fonoaudiólogos. A alimentação dos internos está sendo garantida através de doações, já que o governo suspendeu o fornecimento da alimentação. A direção do Cristo Redentor também decidiu suspender o atendimento aos idosos que passavam apenas o dia na unidade.

O governo do estado do Rio de Janeiro negocia a municipalização do abrigo para que o local não seja fechado. De acordo com a Secretaria Estadual de Assistência Social, a redução do fornecimento para o abrigo ocorre porque o governo federal reduziu pela metade os repasses para a instituição.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.