Maior abrigo de idosos do estado corre risco de fechar

Procurado pelo pároco da Paróquia Santa Bernadete, em Higienópolis, Padre Gegê, o vereador Reimont foi informado que o Abrigo Cristo Redentor corre o risco interromper sua atividade

0
7

Procurado pelo pároco da Paróquia Santa Bernadete, em Higienópolis, Padre Gegê, o vereador Reimont foi informado que o Abrigo Cristo Redentor corre o risco interromper sua atividade por falta de verbas e de alimentos. Mais de 100 funcionários já foram demitidos por causa da crise na instituição. O abrigo é o maior do estado e recebe 280 idosos.

Os serviços essenciais como limpeza e atendimento aos idosos continua sendo realizado mesmo com o atraso dos salários. Entre os demitidos estão médicos, fisioterapeutas e fonoaudiólogos. A alimentação dos internos está sendo garantida através de doações, já que o governo suspendeu o fornecimento da alimentação. A direção do Cristo Redentor também decidiu suspender o atendimento aos idosos que passavam apenas o dia na unidade.

O governo do estado do Rio de Janeiro negocia a municipalização do abrigo para que o local não seja fechado. De acordo com a Secretaria Estadual de Assistência Social, a redução do fornecimento para o abrigo ocorre porque o governo federal reduziu pela metade os repasses para a instituição.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui