O Rio também sofre queimadas

O Parque Realengo Verde, única área florestal desse bairro que é um dos mais quentes do Rio, é alvo de um projeto imobiliário avalizado pela prefeitura.

0
7

Enquanto a Amazônia queima, a nossa cidade igualmente enfrenta problemas de queimadas suspeitas, embora em escala muito menor, mas também em áreas que envolvem interesses negociais. É o caso do Parque Realengo Verde, uma área de 142 mil metros quadrados, em Realengo, na Zona Oeste, que, na noite do dia 11/08, sofreu mais um incêndio. 

O parque, única área florestal desse bairro que é um dos mais quentes do Rio, é alvo de um projeto imobiliário avalizado pela prefeitura.  A ideia é ocupar metade da área com prédios residenciais e a outra metade com “áreas de lazer”, que o Executivo não define como serão.  

A proposta encontra forte resistência dos moradores da região, mobilizados para derrubar o Projeto de Lei Complementar 32/2017, que o poder Executivo enviou para a Câmara dos Vereadores e pode ser votado a qualquer momento. Apesar do texto citar a preservação do meio ambiente, o que o PLC propõe é o aumento do gabarito das construções para 10 andares. 

Há urgência para barrar o avanço do projeto de Crivella. Segundo os moradores da região, a empreiteira já trabalha no local, limpando o terreno.  O nosso mandato está junto nessa luta, lembrando que o Parque Realengo Verde fica próximo da floresta do Gamboatá, também ameaçada pela prefeitura, que quer derrubar cerca de 200 mil árvores para construir o novo autódromo. 

Nossas leis e projetos em defesa do meio ambiente

Lei Complementar 204 – Obriga a coleta seletiva, por cooperativa de catadores, em grandes eventos 

Lei 6.555 – Reconhece o Telhado Verde do Vidigal como Patrimônio do Rio de Janeiro

PL 1.162 – Incentiva a construção de telhados verdes em novas edificações e nas reformas de coberturas

PL 709 – Parque 100% Verde de Realengo

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.