Para testar preconceitos

0
7

Um morador de rua matou duas pessoas e a tragédia inflama as discussões. Uma parte da população clama por uma punição generalizada, mal disfarçando o desejo de que uma “solução final” faça essa gente desaparecer, por bem ou até por mal, se preciso. Muitos acusam os quase 15 mil moradores de rua de serem TODOS doentes, drogados e potenciais assassinos.

No geral, o nome disso é preconceito. Quer provar?

Quando um morador de bairro nobre mata uma pessoa, alguém acha que toda a população do bairro é culpada?

Quando um membro de uma igreja tem um surto, alguém grita para que todos os membros da igreja sejam presos e punidos? 

Quando um empresário dependente de drogas comete um crime, alguém defende que todos os empresários da cidade sejam compulsoriamente internados?

Pois é.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.