Reforma da Previdência é alvo de protestos pelo país

Centrais Sindicais, a Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo organizaram o Dia Nacional de Paralisação e Mobilização contra a Reforma da Previdência.

0
21

Todas as Centrais Sindicais, a Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo organizaram atos em todo o país durante o Dia Nacional de Paralisação e Mobilização contra a Reforma da Previdência, proposta pelo governo golpista do presidente Michel Temer, mobilizando ao menos 19 estados e o Distrito Federal, em 15 de março. Na cidade do Rio de Janeiro, aproximadamente 100 mil pessoas participaram do ato, de acordo com a organização do evento. A Polícia Militar informou que não divulga número de manifestantes.

Membros de sindicatos de diversas categorias, militantes de partidos políticos, parlamentares, professores, estudantes e trabalhadores mesmo sem relação a nenhuma central sindical se uniram para dizer não ao governo Temer e à reforma previdenciária, que aumenta a idade mínima de aposentadoria para 65 anos, tanto para homens quanto para mulheres. Além disso, para receber o teto do benefício, o trabalhador precisará contribuir por pelo menos 49 anos.

O vereador Reimont acompanhou a caminhada da Candelária até a Central. “Viemos dizer não a este projeto covarde que ataca a classe trabalhadora. Estas manifestações por todo o país são um não rotundo a esta pretensa reforma da previdência deste governo golpista e usurpador, que quer acabar com os direitos da população e com a possibilidade o trabalhador se aposentar”, afirmou.

No Rio de Janeiro, professores das redes pública e privada, bancários, portuários e setores da Petrobras, paralisaram suas atividades em apoio ao Dia Nacional de Mobilização. Já a categoria dos rodoviários chegou a aprovar a participação na greve de 24 horas, mas o serviço de transportes não chegou a ser totalmente interrompido.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.