Respeito à população em situação de rua

No último dia 13/06, o vereador Reimont fez dois atos em defesa da população em situação de rua

0
13

No último dia 13/06, o vereador Reimont fez dois atos em defesa da população em situação de rua, um segmento crescente na sociedade, mas, em geral, tratado à margem ou como questão de segurança pública.

Pela manhã, no auditório do Conselho Regional de Serviço Social/CRESS, ele participou do Fórum Estadual da População em Situação de Rua, destacando a importância de incluir essas pessoas no conjunto de políticas de estado, como passo para a promoção da paz e da qualidade de vida na cidade.

Reimont falou sobre o Projeto de Lei 1543/2015, de sua autoria, que institui a Política Municipal para a População em Situação de Rua no município. Ele lembrou que a cidade já tem mais de 15 mil pessoas nessas condições, “como cidadãos e cidadãs que se encontram em situação de extrema vulnerabilidade e merecem direitos, respeito e busca de soluções”.

Já na Câmara…

Já no plenário da Câmara Municipal, o parlamentar repudiou as políticas higienistas da gestão do PSDB em São Paulo e as ações violentas do prefeito Dória e do governador Alckimin, na Cracolândia, onde se reúnem milhares de dependentes químicos.

Reimont alertou que esta é uma questão de saúde pública, que “não se resolve com violenta repressão policial, derrubando prédios com pessoas dentro, jogando água fria e tomando cobertores no rigoroso inverno da capital paulista”.

Ele pediu um minuto de silêncio em homenagem a Carlos Eduardo Albuquerque Maranhão, o Sarda ou Cadu, falecido no dia 7/6, na clínica para dependentes onde foi internado cinco dias antes. Figura que se tornou símbolo da crítica à violência contra a Cracolândia paulistana, Cadu foi reconhecido e trazido por amigos para o Rio.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui