Respeito à população em situação de rua

No último dia 13/06, o vereador Reimont fez dois atos em defesa da população em situação de rua

0
34

No último dia 13/06, o vereador Reimont fez dois atos em defesa da população em situação de rua, um segmento crescente na sociedade, mas, em geral, tratado à margem ou como questão de segurança pública.

Pela manhã, no auditório do Conselho Regional de Serviço Social/CRESS, ele participou do Fórum Estadual da População em Situação de Rua, destacando a importância de incluir essas pessoas no conjunto de políticas de estado, como passo para a promoção da paz e da qualidade de vida na cidade.

Reimont falou sobre o Projeto de Lei 1543/2015, de sua autoria, que institui a Política Municipal para a População em Situação de Rua no município. Ele lembrou que a cidade já tem mais de 15 mil pessoas nessas condições, “como cidadãos e cidadãs que se encontram em situação de extrema vulnerabilidade e merecem direitos, respeito e busca de soluções”.

Já na Câmara…

Já no plenário da Câmara Municipal, o parlamentar repudiou as políticas higienistas da gestão do PSDB em São Paulo e as ações violentas do prefeito Dória e do governador Alckimin, na Cracolândia, onde se reúnem milhares de dependentes químicos.

Reimont alertou que esta é uma questão de saúde pública, que “não se resolve com violenta repressão policial, derrubando prédios com pessoas dentro, jogando água fria e tomando cobertores no rigoroso inverno da capital paulista”.

Ele pediu um minuto de silêncio em homenagem a Carlos Eduardo Albuquerque Maranhão, o Sarda ou Cadu, falecido no dia 7/6, na clínica para dependentes onde foi internado cinco dias antes. Figura que se tornou símbolo da crítica à violência contra a Cracolândia paulistana, Cadu foi reconhecido e trazido por amigos para o Rio.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.