Rio Das Pedras na luta pelo direito à moradia

Reimont enviou um ofício ao prefeito Marcelo Crivella, solicitando o imediato cancelamento do projeto de verticalização de Rio das Pedras

0
18

Com o apoio de 20 vereadores, Reimont enviou um ofício ao prefeito Marcelo Crivella, solicitando o imediato cancelamento do projeto de verticalização da comunidade de Rio das Pedras, cuja expressiva maioria já se manifestou contra a proposta.

Também pedimos que o tal projeto de verticalização, que levará à inadmissível remoção de 140 mil pessoas, seja substituído por um projeto de melhoria da área, que contemple a ampla participação cidadã dos moradores e moradoras da região.

Se o prefeito quer, realmente, ajudar as pessoas, não poderá ficar indiferente a este apelo.

Leia a íntegra do ofício:

À sua Excelência o Senhor
Marcelo Crivella,
Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro

Excelentíssimo Senhor Prefeito,

No último dia 06 de outubro de 2017, nós, vereadores da Comissão Especial de Habitação e Moradia Adequada, realizamos uma Audiência Pública na Câmara Municipal do Rio de Janeiro sobre o Projeto de Verticalização da Comunidade de Rio das Pedras, na Zona Oeste, em um debate que contou com a presença de centenas e centenas de moradores e moradoras do local, que lotaram não apenas o Plenário e o Salão Nobre da Casa, mas também a praça da Cinelândia.

A audiência teve a participação das senhoras Andrea Ferreira e Lorena Carvalho, da Comissão de Moradores de Rio das Pedras, da deputada Laura Carneiro, da defensora pública Maria Júlia Miranda, coordenadora do Núcleo de Terras e Habitação da DPE, do advogado Miguel Baldéz, presidente do Instituto de Estudos Críticos do Direito, da advogada Eliane de Oliveira, da Pastoral das Favelas, e do senhor Roberto Nascimento, subsecretário de Habitação da Secretaria Municipal de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação, e dos senhores vereadores Marielle Franco, Tarcísio Motta, Leandro Lyra, Claudio de Castro, Chiquinho Brazão e Fernando William.

O objetivo da audiência foi dar voz à comunidade. E pudemos constatar que a expressiva maioria dos moradores rejeita o projeto e considera o “remanejamento” proposto como uma forma de remoção, uma vez que milhares de pessoas serão retiradas de suas casas sem ressarcimento, terão destino incerto durante todo o tempo de construção e, mais ainda, só terão o direito de retomar moradia no local SE adquirirem os apartamentos. Ou seja, terão que comprar os imóveis que ocuparão o lugar onde hoje eles já têm as suas casas.

O sentimento dos moradores é de muita apreensão e descontentamento. Eles deixaram claro que esperam e desejam um projeto de melhorias na área, com investimentos em saneamento, calçamento, educação, saúde, áreas de lazer e todos os direitos fundamentais da pessoa humana. Mas não querem apartamentos e remoção.

Por isso, em nome dessa comunidade, nós, vereadores eleitos do Rio de Janeiro, apelamos para o seu sentimento humanista e democrático e solicitamos que o projeto de verticalização seja imediatamente retirado e substituído por um projeto de melhoria da área, que contemple a ampla participação cidadã dos moradores e moradoras de Rio das Pedras.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui