Rodas de samba a caminho da liberação

Nosso mandato saúda o decreto nº 43423, de 17 de julho, que dispensa de autorização prévia algumas rodas de samba que animam as ruas e praças da cidade

0
69

O nosso mandato saúda o decreto nº 43423, de 17 de julho, do prefeito Crivella, que dispensa de autorização prévia algumas rodas de samba que animam as ruas e praças da cidade e fomentam a cultura carioca. Temos a certeza de que esse é apenas um PRIMEIRO e importantíssimo passo para a liberação de todas as rodas do Rio, respeitando o princípio de igualdade de tratamento, contribuindo para a plena e ampla manifestação da nossa cultura popular e garantindo os milhares de empregos gerados pela rede econômica do samba.

A defesa de espaços e reconhecimento para o samba tem sido uma bandeira do nosso mandato, que, só neste ano, já promoveu duas Audiências Públicas sobre o assunto. Na primeira, levamos para a Câmara Municipal o debate do Projeto de Lei 1.995/2016. De autoria do vereador Reimont, o projeto cria o Programa Municipal de Salvaguarda, Fomento e Incentivo ao Samba Carioca, tratando, justamente, da questão das rodas de samba.

A proposta, se aprovada pelos vereadores, deverá ser implementada pela Secretaria Municipal de Cultura, com o objetivo de valorizar a memória, promover o resgate cultural e estimular as novas formas de pensar e fazer o gênero musical.

Também levamos para a Câmara o Projeto de Lei 2.069/2016, com o objetivo de criar a Área de Especial Interesse Cultural – AEIC, Perímetro Cultural de Oswaldo Cruz. A proposta, construída em conjunto com o Departamento Cultural da Portela, visa a recuperar, preservar e tornar acessível à comunidade de Oswaldo Cruz e bairros vizinhos a memória cultural da região, incentivando ações de inclusão social, turismo, esportes e cultura.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.