Rodas de samba a caminho da liberação

Nosso mandato saúda o decreto nº 43423, de 17 de julho, que dispensa de autorização prévia algumas rodas de samba que animam as ruas e praças da cidade

0
15

O nosso mandato saúda o decreto nº 43423, de 17 de julho, do prefeito Crivella, que dispensa de autorização prévia algumas rodas de samba que animam as ruas e praças da cidade e fomentam a cultura carioca. Temos a certeza de que esse é apenas um PRIMEIRO e importantíssimo passo para a liberação de todas as rodas do Rio, respeitando o princípio de igualdade de tratamento, contribuindo para a plena e ampla manifestação da nossa cultura popular e garantindo os milhares de empregos gerados pela rede econômica do samba.

A defesa de espaços e reconhecimento para o samba tem sido uma bandeira do nosso mandato, que, só neste ano, já promoveu duas Audiências Públicas sobre o assunto. Na primeira, levamos para a Câmara Municipal o debate do Projeto de Lei 1.995/2016. De autoria do vereador Reimont, o projeto cria o Programa Municipal de Salvaguarda, Fomento e Incentivo ao Samba Carioca, tratando, justamente, da questão das rodas de samba.

A proposta, se aprovada pelos vereadores, deverá ser implementada pela Secretaria Municipal de Cultura, com o objetivo de valorizar a memória, promover o resgate cultural e estimular as novas formas de pensar e fazer o gênero musical.

Também levamos para a Câmara o Projeto de Lei 2.069/2016, com o objetivo de criar a Área de Especial Interesse Cultural – AEIC, Perímetro Cultural de Oswaldo Cruz. A proposta, construída em conjunto com o Departamento Cultural da Portela, visa a recuperar, preservar e tornar acessível à comunidade de Oswaldo Cruz e bairros vizinhos a memória cultural da região, incentivando ações de inclusão social, turismo, esportes e cultura.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui