A gestão temerária de Crivella

A última semana demonstrou bem de que lado está a gestão Crivella, que falhou durante as chuvas do início do inverno e quer aumentar o IPTU em até 60%

0
63

A última semana demonstrou bem de que lado está a gestão Crivella.

Na lógica de poupar os mais ricos e penalizar a população, o prefeito encaminhou para a Câmara o projeto de reajuste do IPTU, com aumentos de até 60%. Ele alega que a Prefeitura está sem dinheiro, mas não cobra os quase NOVE bilhões de reais dos maiores devedores de impostos municipais, inclusive do IPTU, como Unimed, Dataprev, Metrô, Fundação Getúlio Vargas e a construtora Carvalho Hosken; será que não podem pagar?

Também os graves problemas causados pelas chuvas de 20 e 21/06 têm relação direta com escolhas irresponsáveis. A prefeitura mudou o perfil do Centro de Operações Rio (COR), que foi direcionado para a “segurança pública” (?), e cortou 66,3% do orçamento da Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente, com remanejamento de parte da verba para ações de PUBLICIDADE!.

Resultado: a verba para a limpeza de galerias pluviais caiu de cerca de R$ 30 milhões, em 2016, para R$ 17,5 milhões, em 2017; e as galerias inundaram. Já a mudança no COR afetou a emissão de alertas. No dia 21, o alerta de crise só saiu por volta de 20:00, quando a população já sofria há horas com inundações, enxurradas, deslizamentos e caos no trânsito em vários bairros. E o secretario Amêndola ainda defendeu que não quis causar “pânico”. Pra ele, se um tijolo estiver caindo sobre a sua cabeça, é melhor não avisar!

É, CRIVELLA NÃO ESTÁ PASSANDO NO TESTE

 

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui