Crivella foge ao problema central da população de rua

Em um decreto propositalmente confuso, em que confunde dependência química com tráfico e em que sugere o envolvimento de toda a população de rua com drogas, Crivella produz uma das maiores ameaças às pessoas

0
17

Em um decreto propositalmente confuso, em que confunde dependência química com tráfico de drogas e em que sugere o envolvimento de toda a população de rua com drogas, Crivella produz uma das maiores ameaças às pessoas que, por razões diversas, se encontram ou venham a se encontrar em situação de extrema vulnerabilidade, como é a de verem forçadas a viver nos logradouros públicos. 

Diante da explosão de crescimento da população de rua, o prefeito escolhe a solução mais ineficiente e desumana, a internação compulsória, o confinamento. Assim, foge à responsabilidade do seu governo por parcela importante de mais esta crise. A atual gestão agrava o problema ao cortar os orçamentos da assistência social, da rede de CAPs AD (Centros de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas) e dos programas e estruturas de acolhimento, como tenho denunciado. Também agrava a situação com a falta de projetos de geração de empregos, renda e moradia e com o desprezo a leis existentes, que poderiam reduzir a crise, como as da Política Municipal da População em Situação de Rua e a lei de Moradia Social, do nosso mandato.

O que leva a maioria das pessoas para a insegurança das ruas – e as mantém ali – é o desamparo, o abandono, o desemprego, a falta de moradia, a impossibilidade de pagar o transporte diário, a violência doméstica contra mulheres e crianças, o abandono de idosos pelas próprias famílias, as remoções arbitrárias, a falta de investimentos em políticas públicas de inclusão social. E o que soluciona o problema, efetivamente, é o acesso à moradia, à educação, ao trabalho, à Saúde, aos direitos civis e sociais que deveriam ser de todas e todos.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.