Governo Bolsonaro põe nossa vida à venda

Invariavelmente, PRIVATIZAÇÃO significa serviços mais caros (empresas privadas têm como principal objetivo o LUCRO). Privatização também significa DESEMPREGO.

0
20

Em mais uma demonstração de desprezo ao patrimônio público, o ministro Paulo Guedes, da Economia, anunciou que irá privatizar todas as empresas estatais, sem exceções. 

Invariavelmente, PRIVATIZAÇÃO significa serviços mais caros (empresas privadas têm como principal objetivo o LUCRO). Privatização também significa DESEMPREGO

Estas são graves ameaça ao estado e, principalmente, à cidade do Rio de Janeiro, onde várias delas estão sediadas – Eletrobras, Petrobras, Serpro, Dataprev, Embratel, BNDES, Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), IBGE, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), Casa da Moeda,  Correios, Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), Arquivo Nacional e Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), só para citar as mais conhecidas.

O Rio, um dos estados mais afetados pelo desemprego, pode piorar, se ficarmos de braços cruzados. 

Na corrida pela entrega do país, o governo Bolsonaro quer colocar no balcão de negócios a nossa privacidade. É isso que, no final das contas, acontecerá com a venda do SERPRO e da DATAPREV, que reúnem dados governamentais, mas também os dados pessoais e até sigilosos de quase toda a população brasileira. As duas empresas guardam informações que vão do registro de nascimento à declaração anual do imposto de renda de cada um de nós. Esses dados ajudam, por exemplo, na formulação de políticas de governo e também na sistematização dos 35 milhões de pagamentos mensais do INSS. Vender essas informações para empresas privadas é muito grave e ameaçador. Eu não quero, e você?

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.