Não somos idiotas

Não somos manipulados, não somos idiotas úteis. Não aprendemos 7X8 e nem a fórmula da água nas universidades, aprendemos nos bancos das escolas da Educação Básica, também brutalmente golpeada com um corte orçamentário de 2,4 bilhões de reais

0
39

Não somos manipulados, não somos idiotas úteis. Não aprendemos 7X8 e nem a fórmula da água nas universidades, aprendemos nos bancos das escolas da Educação Básica, também brutalmente golpeada com um corte orçamentário de 2,4 bilhões de reais.

Sabemos que as universidades públicas e os Institutos Federais de ensino não são antros de orgias, balbúrdia, baderna. Sabemos que são centros de geração e transmissão de conhecimentos, pesquisa, desenvolvimento.

Sabemos que, sem os 43 hospitais mantidos por universidades públicas, a população brasileira perderá o acesso a cerca de 250 milhões de atendimentos médicos, por ano, incluindo tratamentos complexos, exames, cirurgias.

Sabemos que o corte definido por seu governo comprometerá mais de 95% da nossa produção científica e o Brasil perderá a honrosa 13ª posição mundial, em um ranking de 190 países. Pesquisas que levaram o petróleo do pré-sal à produção recorde, sustentam o combate ao vírus da zika, contribuem para o desenvolvimento de novos fármacos, viabilizam alternativas energéticas e colocam o Brasil em destaque internacional em diversas áreas de alto conteúdo tecnológico, como compressores e equipamentos elétricos.

Estrangular as universidades, institutos federais e a educação básica com cortes em itens essenciais para a existência e o funcionamento das unidades, como pesquisa, água, luz e contratos de manutenção e segurança, é condenar a Educação Pública à morte, é abrir caminho para a privatização excludente.

A isso dizemos NÃO!

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.