O papa Francisco em defesa dos pobres

Papa Francisco alerta: “A pobreza tem o rosto de mulheres, homens e crianças explorados para vis interesses, espezinhados pelas lógicas perversas do poder e do dinheiro!”.

0
13

Em 13/06, o papa Francisco lançou o Dia Mundial dos Pobres, a ser comemorado no 33º Domingo do Tempo Comum, dia 19 de novembro. Na carta de lançamento, ele alerta: “A pobreza tem o rosto de mulheres, homens e crianças explorados para vis interesses, espezinhados pelas lógicas perversas do poder e do dinheiro!”.

O chamamento nos remete ao Brasil pós-golpe, onde cresce a pobreza, enquanto a lógica perversa do poder gera até ataques a populações vulneráveis, como faz o prefeito de São Paulo.

Hoje, a desocupação humilha 26 milhões de brasileiros e brasileiras, somando desempregados, subempregados e pessoas em idade ativa. A crise gerou uma legião de 60,1 milhões de inadimplentes, quase 40% da população brasileira adulta. No Rio, servidores, aposentados e pensionistas do estado não recebem regularmente há quase um ano; em 14/06, estavam sem os salários de abril, maio e junho e sem o 13º de 2016.

Esse empobrecimento explode no aumento da população em situação de rua. No Rio, saltou de 5.580, em 2013, para quase 15 mil, em 2016. De 2015 a 2016, o número dessa população com diploma superior cresceu 75%. Não há números de 2017.

É preciso mudar essa realidade, lutar contra a perda de direitos e o empobrecimento. Como diz o papa: “Não pensemos nos pobres apenas como destinatários de uma boa obra de voluntariado, que se pratica uma vez por semana, ou, menos ainda, de gestos improvisados de boa vontade para pôr a consciência em paz.”

Leia a mensagem completa do papa clicando aqui

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui