RESISTIREMOS

Reimont denuncia a extrema violência do estado policial em ações em Brasília, Pará, São Paulo e Rio de Janeiro e chama à resistência.

0
26
O fascismo avança com incrível velocidade e a cumplicidade de uma chamada grande imprensa corrompida em seus princípios e parceira da farsa e do golpe.
Em Brasília, o estado policial persegue e ataca brutalmente, inclusive com arma de fogo, a população que toma as ruas para defender os seus direitos e pedir a saída imediata de um governante ilegítimo, impopular, desacreditado, corrupto, covarde e imperial.
No Pará, o estado policial persegue e ataca brutalmente uma ocupação do MST, deixando na terra desejada a marca do sangue de nove homens e uma mulher, covardemente assassinados.
Em São Paulo, o estado policial persegue e ataca brutalmente uma população extremamente vulnerável, demolindo imóveis sem retirar as pessoas.
 No Rio, o estado policial persegue e ataca brutalmente servidores, servidoras, aposentados e pensionistas que defendem os seus direitos, golpeados por 39 deputados infames e uma sucessão de governos corruptos que rasparam os cofres do estado. Em flagrante ameaça de aumento dessa violência, a Câmara carioca, com o apoio de 37 vereadores, aprova, em primeira votação, o uso de armas não-letais pela Guarda Municipal.
Mas o avanço das forças reacionárias, golpistas e neoliberais, em lugar de nos atemorizar, como pretendem, deve nos fortalecer. Não sairemos das ruas.
#ForaGolpistas
#ForaTemer
#ForaPezão
#NãoAoArmamentoDaGM
#NemUmDireitoAMenos
#DitaduraNuncaMais

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui