Telhado Verde do Vidigal vira lei

0
18

O espaço “Telhado orgânico medicinal e galeria viva”, da favela do Vidigal, agora é patrimônio cultural urbano de natureza imaterial da cidade do Rio de Janeiro. A decisão foi tomada hoje, 20/03, pelo plenário da Câmara Municipal, com a aprovação definitiva do PL1583/2015, do vereador Reimont.

O espaço é um jardim suspenso concebido como uma galeria ecológica a céu aberto, com caráter de museu territorial, erguido para ter a função urbanista de abrigo do ponto de transporte alternativo da Estrada do Vidigal em frente à praça dos Direitos Humanos.

Com curadoria artística do arquiteto e urbanista Guto Graciano e de Graça dos Prazeres, chef de culinária orgânica viva, o projeto foi construído em regime de mutirão, com envolvimento da associação de moradores, proprietários das kombis, escolas municipais e de toda a comunidade. Primeiro ponto de transporte coletivo equipado com telhado verde do Rio de Janeiro, o projeto mostra a força da cultura de mutirão e do capital humano da comunidade do Vidigal.

O espaço inclui uma galeria de desenhos de grafiteiros voluntários e atrai até mesmo estudantes de arquitetura e pesquisadores de outros países.

Agora, a lei segue para sanção do prefeito Crivella. Vamos acompanhar e cobrar.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.