Homenagem a Alfredinho

Para homenagear o Alfredinho que, em Copacabana, implantou o menor e mais intenso centro de arte e cultura do Rio, o bar Bip-Bip, a Câmara aprovou o Projeto de Lei que dá nome de Largo do Alfredinho

0
22

Apesar dos fortes ataques que a Cultura vem sofrendo no Brasil e no Rio de Janeiro, também há boas notícias no setor, graças ao trabalho cotidiano das mulheres e homens que resistem e impulsionam as artes e fazeres culturais.  Essas pessoas deveriam ser diariamente homenageadas e reconhecidas.

Um desses resistentes foi Alfredo Jacinto Melo, o Alfredinho, um carioca nascido em Bangu, criado em Cosmos e que, em Copacabana, implantou o menor e mais intenso centro de arte e cultura do Rio, o bar Bip-Bip. Aos 75 anos, ele faleceu na tarde do sábado de Carnaval de 2018 e o seu velório foi incorporado à festa dessa que é a mais popular e democrática festa da cultura da cidade.

Por isso, é com especial alegria que comemoramos a aprovação definitiva, pela Câmara dos Vereadores, do Projeto de Lei que dá nome de Largo do Alfredinho a um trecho de calçada da Avenida Nossa Senhora de Copacabana, em frente à rua Almirante Gonçalves, onde se localiza o Bip-Bip. Esse é o nosso reconhecimento a Alfredinho, um grande agitador da música, da Cultura e das causas dos mais empobrecidos, que conseguiu transformar o quase minúsculo bar em um poderoso centro catalisador das boas lutas. E é assim ainda hoje, com a sua memória sendo presença constante do espaço.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.