A lição que vem do Papa – o que é um golpe

Com muita clareza e simplicidade, o Papa Francisco explicou como se faz um golpe de estado, servindo-se da mídia e da Justiça.

0
156

Na missa do dia 17/05, o Papa Francisco falou sobre temas que tocam muito de perto o Brasil – política, imprensa, justiça e golpe. Tratando da Liturgia da Palavra, ele destacou: “Esta instrumentalização do povo é também um desprezo pelo povo, porque o transforma em massa. É um elemento que se repete com frequência, desde os primeiros tempos até hoje. Pensemos nisso. O Domingo de Ramos é: todos ali aclamam “Bendito o que vem em nome do Senhor”. Na sexta-feira sucessiva, as mesmas pessoas gritam: “Crucifiquem-no”. O que aconteceu? Fizeram uma lavagem cerebral e mudaram as coisas. E transformaram o povo em massa, que destroi.”

“Criam-se condições obscuras” para condenar a pessoa, explicou o Papa, lembrando que este foi o método usado para perseguir Jesus, Paulo, Estevão e todos os mártires e muito usado ainda hoje. Francisco citou como exemplo “a vida civil, a vida política, quando se quer fazer um golpe de Estado”. Disse ele: “a mídia começa a falar mal das pessoas, dos dirigentes e, com a calúnia e a difamação, essas pessoas ficam manchadas. Depois, chega a justiça, as condena e, no final, se faz um golpe de Estado. Uma perseguição que se vê também quando as pessoas, no circo, gritavam para ver a luta entre os mártires e os gladiadores”.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui