Cais do Valongo sob ameaça

O descaso da prefeitura Crivella coloca sob risco o título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, concedido ao Cais do Valongo pela Unesco,

0
171

A inação da Prefeitura do Rio poderá fazer o Brasil perder o título de Patrimônio da Humanidade, outorgado em julho de 2017, pela Unesco, ao Cais do Valongo, onde desembarcaram milhões de africanos sequestrados para servirem de escravos no Brasil. Se isso acontecer, atestará o desprezo desta gestão pela Cultura e pela História afro-brasileiras e será também uma humilhação internacional.

A decisão de dar o título ao Cais do Valongo teve aprovação unânime, com total apoio dos países africanos. Assim, o Brasil tornou-se o único país do mundo a ter reconhecido um sítio relacionado à escravidão.  A única contrapartida exigida pela Unesco é que o Brasil cuide da conservação e preservação deste patrimônio, investindo na disseminação dos conhecimentos relacionados ao sítio. Em outras palavras, é preciso ter um local adequado para abrigar o acervo encontrado, preferencialmente, um museu. Mas, apesar das muitas promessas, nada foi feito neste quase um ano.

Instalado na Gamboa, o Cais do Valongo é considerado o maior porto de escravos das Américas. Por ali, estima-se que passaram cerca de dois milhões de pessoas trazidas, principalmente, do Congo e de Angola.

Essa História não pode ser desprezada ou esquecida. A perda do título de Patrimônio da Humanidade será extremamente grave, inclusive para a imagem do país no exterior. Precisamos nos unir para evitar essa humilhação.

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui