Eleições no Rio: unidade das esquerdas contra o fascismo

0
270

Na História do PT carioca, o partido lançou candidaturas próprias em quase todas as eleições. Na maioria dos processos, costurou alianças com outros partidos. O PT, desde os anos 90, não é refratário a uma política de alianças de maior amplitude – não só no Rio, mas em todo o Brasil.

Esse dado de ter a primazia na indicação do nome majoritário ocorria por razões objetivas: ser o maior e mais consolidado partido de esquerda, com mais votos na sociedade e candidaturas mais competitivas. O que tem de novo nesse 2020?

O aspecto mais importante é o giro do eleitorado à direita no país no último período, em particular no Rio. A junção Bolsonaro, Witzel e Crivella é o que tem de mais reacionário na história de nossa República. Uma soma de perda de direitos dos trabalhadores aliado ao desprezo aos mais pobres e seu extermínio. É o fascismo tentando triunfar frente a democracia que ainda tentava se consolidar no país. Junto a esses Executivos, um Judiciário feroz contra as aspirações populares e seus líderes, aliado ao atraso e reacionarismo. Essa conjuntura impõe uma política de frente única, de unidade dos partidos de esquerda e das forças populares em prol da sobrevivência do nosso povo. Nesta situação, é necessário, além de unidade, demonstração de força com vitórias!

Derrotar a reeleição de Crivella será um grande avanço. Sinalizará que a esquerda está viva e poderá, nessa onda neoliberal, demonstrar que uma administração democrática, participativa, inclusiva, com valorização dos servidores e políticas públicas voltadas à maioria do povo, é possível e muito superior à mediocridade do desmonte das políticas públicas hoje em curso. Urge uma esquerda unida com um programa radical de recuperação da cidade e da autoestima do carioca. Mais ainda, animará um ambiente de enfrentamentos para derrotar Bolsonaro e Witzel lá na frente.

Existem companheiros e companheiras que defendem o lançamento de um nome do PT. Alertamos para o grande perigo dessa política nesse processo. O quadro eleitoral será de grande disputa. O prefeito vem com a força da máquina municipal e perversa manipulação das estruturas de instituições religiosas. É possível outra candidatura apoiada pelo governador tentando atrair os votos “bolsonaristas”, além de Eduardo Paes, que tem peso na classe média e boa entrada no subúrbio e zona oeste da cidade.

Assim, teremos um processo eleitoral muito difícil pela frente. Freixo tem que estar no segundo turno e não será fácil; pode ficar de fora por uma fração de votos. A unidade da esquerda não é uma garantia de vitória, mas sua divisão aumenta dramaticamente o risco de derrota.

Defendemos uma chapa que aglutine, desde o primeiro turno, o conjunto das forças comprometidas com a oposição aos governos Bolsonaro, Witzel e Crivella. Uma aliança que amplie sua capacidade de diálogo com a sociedade, reunindo, além do PT e do PSOL, outras forças políticas, como o PCdoB, o PSB, o PDT, o PCB, o PV, a Rede e a UP, em um grande bloco democrático em defesa da nossa cidade.

Posto isso, a necessária a unidade já no primeiro turno só será possível com o nome do Freixo na cabeça de chapa. É o nome mais competitivo e o PSOL hoje tem maior densidade eleitoral na cidade.

Além disso, o eleitorado de esquerda e progressista, muito maior que a militância orgânica do partido, não entenderá uma posição que rejeite o apoio à candidatura mais competitiva. Não tenhamos dúvida, uma candidatura do PT aponta para o isolamento – e o custo será o achatamento de nossa votação nos candidatos proporcionais, além de maior desgaste junto aos setores progressistas da sociedade.

O PT tem como contribuir com a chapa majoritária indicando quadros consensuados internamente, mas julgamos que essa questão deve ser tratada no fórum dos Partidos que comporão a Frente. Em nossa avaliação, o melhor nome para compor essa frente e cumprir a importante tarefa na ampliação da votação da chapa majoritária é da nossa companheira Benedita da Silva.

Por fim, a questão da eleição dos proporcionais do PT. Ter candidatura própria não é garantia de boas bancadas, temos vários exemplos disso. Por outro lado, candidaturas que não polarizam o pleito trazem como resultado bancadas minúsculas. Se a candidatura do Freixo não é uma garantia de vitória, é certo que protagoniza a disputa e terá uma expressiva votação. A bancada do PT será favorecida por esse efeito, ao contrário de uma candidatura própria inexpressiva. Caberá ao partido lançar uma nominata completa com foco, tática e planejamento para aumentar sua representação na Câmara de Vereadores.

Assinam:

1.Reimont – Vereador

2.Jorge Bittar

3.Gilberto Palmares

4.Wadih Damous

5.Waldeck Carneiro – Deputado Estadual

6.Robson Leite

7.Adriana Nalesso – presidenta do sindicato dos bancários

8.Agamenon Rodrigues Eufrásio Oliveira – Professor aposentado UFRJ

9.Agostinho Guerreiro – núcleo Resistência

10. Alberto Francisco dos Santos Filho.

11. Alexandre Batista – sindicato dos bancários

12. Alexandre Fortes – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

13. Alexandre Pestana – Núcleo Lao-Tsé

14. Alípio Carmo – Núcleo Lao-Tsé

15. Alython Chong

16. Amanda Danelli, Professora

17. Américo Monsores Falcão

18. Ana Maria Ribeiro – 1ª Zonal, Geração Henfil, Núcleo PT UFRJ

19. André Luiz de Figueiredo Lázaro

20. André Marcelo Lima de Jesus

21. Andre Marinho – Sinpro-Rio e Contee

22. André Toscano M. Pessôa – núcleo Resistência

23. Angélica Mayall – Coletivo Resista

24. Angélica Trick

25. Antônio Carlos da Silva – sindicato dos bancários

26. Antonio Rodrigues- Sinpro-Rio/FEETERJ

27. Aparecida Paraíso – professora aposentada e militante do PT

28. Arlindo Magno de Oliveira – núcleo Resistência

29. Armando Frid – núcleo Resistência

30. Artur Obino – Núcleo Resistência

31. Bernard Britto – Torcedores pela Democracia

32. Bernardo Furrer – médico

33. Bernardo Karam – núcleo Resistência

34. Betina Vianny – atriz

35. Bruno Alexandre – sindicato dos bancários

36. Carla Domingos do Carmo Lemos

37. Carlos Augusto de Lima Oliveira – UFRJ

38. Carlos Ozilieri

39. Carlos Roberto de Souza

40. Catia Salgado de Oliveira – socióloga

41. Celeste Correia Morgado

42. Christianne Gontijo

43. Cibele Azevedo Corrêa – núcleo Resistência

44. Clarisse Meireles – jornalista

45. Cláudia da Silva Gomes

46. Cláudia Versiani

47. Cláudio da Silva Miranda

48. Cláudio de Paula Manhães – militante na saúde, radiologia e cultura (blocos de rua)

49. Claudio Jorge Soares, militante cultural do Subúrbio

50. Cristiane Fraga, Advogada

51. Cristina Bhering

52. Cristina Rolim

53. Cristina Santiago – bancária aposentada

54. Daise Calazans

55. Dani Bernardes

56. Daniel Bitter – antropólogo

57. Daniel José de Souza, Bancário e Professor (aposentado)

58. Daniel Pinha, Uerj

59. Daniel Samam – Executiva municipal

60. Daniele Pereira Costa – sindicato dos bancários

61. Dartgnan Mello

62. Denia Cristina Almeida – sindicato dos bancários

63. Denise Ahends

64. Denise Lobato – núcleo Resistência, executiva da 1ª zonal do PT e coordenação do Setorial de Educação

65. Denise Vollaro

66. Devenir Soares

67. Divino Silveira – Executiva 2ª zonal

68. Doraci Zenaide Barbieri

69. Duílio Monroy – núcleo Resistência e 7ª Zonal

70. Dulce Pandolfi – núcleo Resistência

71. Edmilson Santini

72. Edna Ali – núcleo Resistência

73. Ednylton Franzosi – núcleo Resistência

74. Edson Machado – presidente do Sindicato dos Administradores do Estado do Rio de Janeiro (Sinaerj)

75. Eduardo Morrot

76. Eliana Carmo de Souza – Igreja dos Capuchinhos

77. Elizabeth Silaid Muxfeldt – UFRJ

78. Fabiana Éboli Santos – artista visual e professora

79. Fabíola Alves

80. Fernanda Carisio – sindicato dos bancários

81. Fernanda Mattos da Silva – Professora

82. Fernandinho Andrade ex-presidente do PT zonal 13 e secretaria de meio ambiente do sindicato dos bancários RJ.

83. Flor Jacq

84. Francisco de Assis dos Santos – metroviário aposentado, secretário geral da AMAP-RJ

85. Francisco Genou – do Bip-Bip

86. Francisco Tenório

87. Gabriel Nunes Peixoto – sindicato dos bancários

88. Geovane Barone – ator, produtor cultural e educador

89. Gláucia Silva – antropóloga

90. Glícia Nick de Oliveira

91. Glória Fonseca – aposentada

92. Graça Lago – Jornalista

93. Graciete Alves

94. Hélio Silva – núcleo Resistência

95. Henio Costadella

96. Hildebrando dos Santos Serra – Técnico em telecomunicações

97. Irany Pinto

98. Jaime Ribeiro Borges Júnior- núcleo Resistência

99. Jane da Silva Andrade – núcleo Resistência

100. Jaqueline Loureiro

101. Jefferson Pimentel – Núcleo Lao-Tsen

102. Jô Portilho – bancária aposentada

103. João Marcus Figueiredo Assis – professor universitário

104. João Orban – núcleo Resistência

105. João Pedro Timóteo – Núcleo largo do Machado

106. João Ricardo Dornelles – ABJD

107. Jonas Costa Neto – núcleo Resistência

108. Jorge Aristides

109. José Loureiro Rodrigues

110. Jose Mauro Rodrigues

111. José Ricardo Ramalho, professor do PPGSA/UFRJ

112. José Roberto Waldenburgo Abrunhosa – Procurador do Estado do RJ

113. José Salles – metalúrgico aposentado

114. José Vargens – Núcleo Resistência

115. Josemilton Costa – Movimento sindical

116. Joylce Barreto

117. Júlio César Coelho Reis

118. Jundemberg de Oliveira Filho – professor aposentado

119. Katia Maria Caldeira Pires – Núcleo Celso Furtado

120. Léa Maria Aarão Reis – jornalista

121. Leandro Lacerda

122. Leila Maria Araújo de Sousa – Associação dos Rodoviários de Bangu

123. Leila Tavares

124. Leonardo Martins Barbosa – núcleo (r)existir

125. Lila Léa Paquelet de Barros.

126. Lourdes Lima Daou Vidal – administradora

127. Lucia Capanema, Núcleo Celso Furtado

128. Lucia Hausis – Núcleo Lao-Tsé

129. Lucia Santos, Aposentada Sinttel

130. Luciana Christina Cruz e Souza – núcleo (re)existir

131. Luciano Elia – Núcleo Franco Basaglia, UERJ e Laço Analítico Escola de Psicanálise

132. Lucy Linhares – núcleo Resistência

133. Luisa Barreto – Diretório Municipal-Rio

134. Luisa Valle

135. Luiz Antônio Elias – núcleo Resistência

136. Luiz Carlos de Souza Santos – núcleo Resistência

137. Luiz Carlos Nunuka da Silva – produtor cultural

138. Luiz Claudio Lima Alves

139. Luiz Edmundo Aguiar – núcleo Resistência

140. Luiz Gonzaga – Núcleo Resistência

141. Luiz Halm – sindicato dos bancários

142. Luiza Rocha – militante da 3ª zonal

143. Marçal Rodrigues Mendes – presidente do Sintrace RJ

144. Marcello Miranda – especialista em Telecomunicações, Sinttel-Rio

145. Marcelo Barbosa – Núcleo Celso Furtado

146. Marcelo Costa, Psicólogo

147. Márcia Bitteti – coordenação Torcedores/as Pela Democracia

148. Márcia Martins Lima Rodrigues – Professora

149. Márcio Alves

150. Marco Porto – núcleo Resistência

151. Marcos Antônio de Oliveira Silva

152. Marcos Vinícios Viana Nunes Macedo – eletricista

153. Marcus V Seixas – Mov. Comunitário

154. Margareth Alves Dallaruvera

155. Margarida Pressburger

156. Maria Apparecida Pinto Peixoto Fenizola

157. Maria Arlinda, núcleo Largo do Machado

158. Maria Beatriz pinto Peixoto Fenizola Bastos Monteiro

159. Maria Cândida Caetano Gomes – Núcleo Lao-Tsen

160. Maria Cândida Gonçalves – militante de Copacabana/Bairro Peixoto

161. Maria das Graças Scheuermann – núcleo Resistência

162. Maria do Céu Carvalho

163. Maria Eliseta Ramos da Cruz

164. Maria Luiza Franco Busse – Núcleo Celso Furtado

165. Maria Náustria de Albuquerque – núcleo Resistência

166. Mariano Moreira

167. Marisa Muniz

168. Marlene Pessoa Charles – Professora

169. Marta Rodrigues – professora do CP2

170. MC Julião

171. Miltom Buxbaum

172. Monica Bomfim – jornalista

173. Mônica Paranhos, professora de Sociologia e pesquisadora, 2ª zonal

174. Monica Rabelo

175. Monique Sá – Núcleo Celso Furtado

176. Nádia Araújo – artista plástica

177. Nadia Bastos Maia – Médica

178. Nanci Furtado – sindicato dos bancários

179. Nathália Pinheiro Pinho – UFF

180. Neli Belem – Presidenta da 7ª Zonal (Jacarepaguá/Barra) do PT

181. Nelma Tavares – Executiva municipal

182. Nelson Leal Teixeira Filho – núcleo Resistência

183. Ney Barra – Diretório Municipal-Rio

184. Nilce Rocha Oliveira – núcleo Resistência

185. Nixon Marques

186. Octacilio Lopes

187. Octávio de Sales – Núcleo Lao-Tsen

188. Olavo Brandão, Executiva Estadual, Secretário de Formação PT-RJ

189. Orlando Guilhon – FNDC

190. Oswaldo Teles – Presidente do Sinpro-Rio

191. Paulo Moté Barboza – fisioterapeuta

192. Paulo Roberto Mello – núcleo Resistência

193. Pedro Ernesto Montagna.

194. Rafael Fernandes Mendes Júnior – antropólogo

195. Regi Ribeiro

196. Regina Nuth

197. Regina Toscano – Núcleo Resistência

198. Reginaldo Fuly Teixeira (porteiro)

199. Reinaldo de Miranda Neves

200. Renam Brandão

201. Renato Pereira Brandão – professor UNESA

202. Renaud Leenhardt – núcleo Resistência

203. Ricardo Gouvêa – núcleo Resistência.

204. Ricardo Montenegro – Professor da FAETEC

205. Rodrigo de Carvalho Martins

206. Rodrigo Silveira – Diretório Estadual

207. Rogério Campanate – sindicato dos bancários

208. Rosa Leal – Executiva estadual

209. Rosangela Fernandes, Jornalista

210. Rui Roosevelt – Núcleo Resistência

211. Sandra de Sá Carneiro – antropóloga

212. Sandra Menna Barreto – núcleo Resistência

213. Sebastian Archer – Setorial de Saúde do PT RJ

214. Sérgio Araújo – administrador

215. Sergio Basile

216. Sérgio Ferreira – núcleo Resistência

217. Sérgio Gramático Júnior

218. Sérgio Ricardo de Oliveira – 11ª Zonal

219. Sergio Rosa – Núcleo Resistência

220. Sidney Lianza – professor UFRJ

221. Silvana Braga – advogada

222. Silvana Candia Leone

223. Solange Maria Marques Erthal – socióloga

224. Sólon Cunha Rubem – Evangélico e membro da Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito

225. Sônia Aparecida Freitas de Pinho – Analista de gestão saúde – Fundação Oswaldo Cruz

226. Sônia Maria Ferreira de Oliveira

227. Tainá de Paula, arquiteta e urbanista

228. Telma Lilian – núcleo força e esperança. Militante da 11ª zonal

229. Thiago Ogro

230. Tomaz Miranda – músico

231. Ubiracy Aramis – professora aposentada

232. Valeria Argolo

233. Vânia Miguez, diretora do Sinttel-Rio

234. Vera Lúcia dos Reis

235. Vera Pazos – Psicóloga no Centro Psiquiátrico Rio de Janeiro

236. Victor Tinoco, núcleo João Marco – JPA

237. Vinicius Assumpção – sindicato dos bancários

238. Vinicius Bürger Huback

239. Virginia Berriel – CUT Nacional

240. Vítor Carvalho – CUT Nacional

241. Wasmália Bivar

242. William Campos – Professor

243. Yagoo Moura

244. Zezé Xavier

245. Zizo, comunidade Tavares Bastos

246. Zulmira Gomes Ferreira – psicóloga

Comentários

comente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor entre digite seu nome aqui